quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Antes tarde

Parece que foi ontem
A vida era tão fácil que tudo parecia distante
Sonhos dos mais perfeitos e inacabaveis
É a única certeza que tenho

Hoje, o mundo já um caos
E os sonhos e perfeições não entram mais no roteiro

Pode até ser muito tarde, mas como sempre me diz Luciana:
"Antes tarde do que mais tarde"

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Percepção

Quando olho pra trás
Percebo que o passado não foi pior
Foi apenas vivido por uma pessoa
Que já não sou
Meu horizonte hoje tem outra cor
Mais cinza talvez

Mais coloridos nos fins de tarde

É durante a noite que consigo me explicar
Mas cada noite sou outra
Efeito do dia
Efeito da vida que pesa nos ombros
Que me faz não ter outra escolha
Que me faz ser eu.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Condenação

A estrada ainda se abre a frente de todos
Sempre tem dois lados, duas caras

E ai de quem não usufruir de tal questão

É essa a famosa liberdade
Da qual já declaram antes:
"Estás condenado a ela"

Existem muitas questões fúteis pra se discutir
Talvez essa seja uma delas

E apesar de qualquer coisa, o que era importante pra alguém vira apenas estacionamento.