sábado, 19 de março de 2011

Vontade de Liberdade

Tanta coisa misturada
Tantas coisas num mesmo lugar
Fugindo da sua órbita
Do seu próprio eu
Ainda existe poesia
E isso é uma chance a mais pra quem
É feito de carne, ossos e sentimentos
De vontade de liberdade
De um chão firme pra se pisar
De um lugar onde qualquer lugar seja abrigo
E qualquer hora seja a hora.

É mais do que um tempo fora dele mesmo
É mais que uma vontade de ser infinito
Diante do soberano tempo
Diante de tudo que nos foge por entre os dedos
Numa fração de um segundo tão profundo
Que nem dá tempo pra segurar

Mais um pedaço de outra coisa
E tudo ainda longe demais
Falar assim tão vago
Ou explicar cada um dos detalhes:
Tanto faz.
É só mais uma emoção
Pra ser ver depois do jornal
É um sistema que o seu próprio ego desfaz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário