domingo, 4 de março de 2012


No primeiro ou no último
A distância
Ou o que faz a diferença
No instante
No instinto
Num passado
Cheio de futuro
Num fim sem meio
Para justificá-lo
Para modificá-lo

Os que falam
Os calam
E ainda há os que nunca pulam o muro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário