terça-feira, 16 de agosto de 2011

Eu não sei mais sobre o ontem
Ele já não existe
Por mais que eu tente acreditar
É só uma questão de ponto de vista
Por favor
Faça questão de ver
E não apenas entender
O essencial se perde por falta de sentido
É só na pele que se sente
Racionais como somos
Não nos damos conta
Nem tudo isso é certo
E ainda somos os mesmos homens
Que viviam em cavernas
E ainda somos heróis
Nem todos os dias
Mas sempre que possível
Sempre que a covardia nos deixar mais fortes
É olho no olho
E nada de dente por dente
É questão de sentir
E (não) questionar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário