domingo, 14 de agosto de 2011

Glóbulos exorbitantes

Olhem! Andorinhas lá fora!
Parece passarem por túneis de tintas esmigalhadas por covardes providos de razão INcomum.
(I)Razões desmontam a fertilidade serena, por viés incolores que confrontam fraternamente entre si.
Dissimulados escultores. Espirais pensamentos.
Dividem apenas as “asas” da loucura, enquanto suplicam por esculturas imóveis em suas próprias mentes dilaceradas
Dilaceradas por Faisões moribundos de cultura inerte na mídia copuladora.
Desmontam entre si a guitarra de cores que fluí de Andorinhas que montam a arvore cultural
Obscura sob olhos desagradáveis de mortais com pena do túnel sem cor que emana de vossas mentes insanas.
Mentes idiotas descontroladas a procura de uma verdadeira identidade imersa na droga cibernética sorrindo dentro de seus glóbulos externos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário